Crossdocking como estratégia de Supply Chain: custos podem ser 25% menores do que os custos dos armazéns tradicionais

Supply ChainBuscar estratégias para reduzir custos e aumentar a agilidade no armazenamento e na entrega. Gestores de e-commerce, empresas de transporte e indústrias em geral sabem a importância de buscar as melhores formas de operacionalizar a logística empresarial.

Uma simples redução de custo, por menor que seja, pode ter impacto significativo em toda a cadeia de suprimentos. Porém, encontrar essas soluções não é uma tarefa simples. Prova disso é que especialistas dedicam muitas horas a estudar toda a cadeia para encontrar espaços para melhoria de processos.

Entre as muitas soluções existentes, uma delas tem chamado a atenção nos últimos anos: o crossdocking. Vamos conhecer mais detalhes sobre essa estratégia e compreender de que maneira ela pode ajudar o seu negócio.

O que é crossdocking?

Crossdocking é uma estratégia logística cujo principal objetivo é otimizar as etapas de movimentação de mercadoria entre o fornecedor e o consumidor final. Esse método permite reduzir os estoques, pois as encomendas são efetivadas apenas quando o pedido é feito pelo cliente. Se fôssemos traduzir a expressão “crossdocking” para português teríamos algo como “cruzamento de docas”, que é o que acontece na prática.

Há muitas vantagens nesse tipo de estratégia. Para as empresas, essa é uma possibilidade de reduzir os custos com armazenamento de produtos. Em outras palavras, espaços menores podem ser suficiente para manejar grandes quantidades de carga, pois elas não ficam “paradas” por muito tempo.

Essa é a função dos centros de distribuição. Esses espaços permitem agilidade de manobra para que as encomendas enviadas pelos fabricantes sejam rapidamente distribuída para os caminhões, carros ou motos que farão a entrega para o consumidor final.

Trata-se de uma tendência ligada ao conceito Just in Time, estabelecido pela montadora japonesa Toyota nos anos 50. Hoje, essa metodologia é vista como uma das mais ágeis possíveis, especialmente por conta das empresas de e-commerce, que nem sempre possuem armazéns compatíveis para guardar a quantidade de produtos que são ofertados.

Quais são as principais vantagens da estratégia de crossdocking?

São muitas as vantagens competitivas que podem ser proporcionadas pela adoção de uma estratégia de crossdocking. Elas vão desde a redução de custos com armazenamento até a necessidade de equipes menores para manuseio dos produtos. Listamos aqui alguns benefícios desse tipo de estratégia.

Redução de custos com armazenamento

O armazenamento de mercadorias é um dos aspectos que mais oneram as empresas que comercializam produtos. Quanto maior for o mix de produtos, maior provavelmente será o espaço necessário para garantir o estoque mínimo e proporcionar rapidez na entrega para o consumidor.

A partir do momento em que as entregas passam a ser feitas pela estratégia de crossdocking, deixa de ser necessário tanto espaço de armazenamento. Os produtos chegam a um centro de distribuição e rapidamente são enviados para os destinatários. A economia se dá por conta da contração de espaços menores, sem que isso impacte no manuseio das encomendas.

Possibilidade de aumentar o mix de produtos

A estagnação de mercadorias em estoque é um dos itens que mais preocupa as empresas. Dados obtidos pela Abrape indicam que cerca de R$ 21,5 bilhões são perdidos todos os anos pelo varejo em produtos que deixam de ser vendidos. Por conta desse risco, muitas empresas deixam de aumentar o mix de produtos por não ter capital de giro para investimento.

As soluções de crossdocking reduzem os custos iniciais, pois diminuem o valor de mercadoria parado em estoque. Com menos saídas, as empresas têm mais facilidade para manter o fluxo de caixa. Nesse modelo, a companhia encomenda apenas aquilo que já foi vendido, o que proporciona uma melhor saúde financeira para o negócio.

Possibilidade de reduzir equipe e minimizar riscos

Como as demandas de armazenamento passam a ser menores, há a possibilidade de reduzir o número de colaboradores vinculados a essa operação. Além disso, os centros de distribuição passam a funcionar como uma triagem, reconhecendo produtos que não estejam de acordo com os padrões solicitados antes mesmo que eles cheguem às mãos dos clientes.

Esse benefício impactará também a logística reversa do processo, pois em caso de devoluções há redução de custos e maior praticidade nas trocas. A integração entre fornecedores e empresas é fundamental para o funcionamento da estratégia de crossdocking, portanto o planejamento e a escolha dos parceiros se tornam aspectos fundamentais.

…..

As estratégias de crossdocking já fazem parte do dia a dia do seu negócio? Você sabia que é possível reduzir custos utilizando essa metodologia? Consulte-nos e conheça quais são as oportunidades que disponibilizamos para essa prática para o seu negócio.