Como gerenciar riscos na operação logística?

Imagem de homem fazendo gerenciamento de riscos

O planejamento logístico é um dos mais importantes e complexos a serem realizados dentro de uma empresa. Se bem feito, gera eficiência, desenvolvimento e lucratividade. Agora, se não for bem pensado, pode gerar danos e prejuízos graves ao empreendedor.

Desde lentidão nos processos de organização, expedição e entrega, passando por extravios e roubos de carga, até multas e sanções jurídicas, são inúmeros os desafios para o empresário do ramo logístico. Por isso é preciso investir tempo e capital numa área essencial para o ramo: o gerenciamento de riscos.

Entenda agora o que é gestão de risco logístico e como melhor implementá-la na sua empresa.

O que é gerenciamento de risco na logística?

O gerenciamento de riscos é o emprego de medidas para identificar, avaliar e, se possível, prevenir riscos futuros para sua operação. No ramo da logística, isso envolve ter uma visão sobre todas as etapas do processo, do armazenamento à movimentação, transporte, distribuição e administração.

A primeira etapa é identificar os possíveis riscos que sua operação pode sofrer. É um momento de pesquisa, onde é gerada uma lista com todas as possibilidades que sua empresa pode enfrentar.

Em seguida vem a avaliação. Aqui o gestor irá avaliar o que é possível de ser mitigado pensando em custos, capital disponível e tipo de problema.

Por último vem a prevenção. É o momento de implementar as ações elencadas na fase de avaliação e atuar antecipando os riscos.

A importância da gestão de riscos

Implementar a gestão de riscos na sua empresa de logística é fundamental para resguardar o patrimônio e investimento de capital feito no seu empreendimento. 

Com o crescimento da demanda por transportes de cargas no Brasil e a estagnação do preço do frete por conta da atual crise econômica, pensar nos riscos se torna ainda mais fundamental.

Boas práticas que evitam riscos

Para ajudá-lo a instalar um plano de gestão logística na sua empresa, separamos algumas situações de risco comuns e boas práticas para cada uma delas.

Roubo de cargas

Fazer o uso de inteligência embarcada para o monitoramento de cargas reduz o risco de roubos. 

Além de possibilitar o monitoramento da frota à distância, alguns sistemas ainda permitem a elaboração de rotas inteligentes que evitam trechos com alto índice de roubos.

Extravios, avarias

Para evitar extravios há sistemas de gestão logística que oferecem módulos de controle completo sobre a carga, da coleta à entrega. Unifique o sistema por toda a cadeia produtiva e não haverá desencontros de informação, diminuindo riscos de extravios.

No caso de avarias, fazer o mapeamento das cargas, analisando as demandas de embalagem, armazenamento e tipo de veículo específicos para cada carga é uma ótima prática para evitar danos à mercadoria.

Frota desgastada

É preciso manter um controle constante sobre o estado da frota de distribuição para evitar o risco de faltar veículos para realizar as entregas. Por isso, utilizar um sistema integrado de controle do estado da frota é essencial.

Desde desgaste dos pneus até rendimento nos abastecimentos, é possível saber quais unidades devem ser retiradas da frota para evitar desperdícios e até acidentes.

Problemas com legislação

Manter toda a documentação em dia é fundamental para evitar riscos de multas e apreensões de cargas. 

Tenha um setor jurídico atento às mudanças na legislação de transportes de carga. Realizar treinamentos rotineiros com seus colaboradores nos quesitos legais de cada setor também é uma forma de garantir tranquilidade nesse aspecto.

Contar com boas parcerias para sua operação logística também é uma forma de evitar riscos e otimizar seus processos. A Capital Realty realiza a locação de espaços de armazenagem de alta qualidade dentro de condomínios logísticos. Centralizar sua operação e ter a garantia de segurança minimizam os riscos da sua operação logística.

Se mantenha a par das novidades e tendências de tudo que gira em torno do mundo da logística acessando nosso blog.