Contato Comercial+ 55 41 2169-6868
Blog

A logística e o stock out | Como evitar perdas no estoque logístico!

24 de abril de 2019

A logística e o stock out | Como evitar perdas no estoque logístico!
Quando o assunto é o nível de desperdício das empresas, fica praticamente impossível não falar sobre a logística e o stock out. Sem querer apontar dedos, porém encarando a atual realidade, a verdade é que são eles os principais responsáveis pela falta de organização dos estoques. O termo stock out, como você já sabe, serve para definir a falta de um produto no momento da demanda. É querer que um item esteja disponível para venda e, surpresa, está em falta. Por motivos óbvios, o fato é altamente prejudicial para os resultados dos negócios, uma vez que a compra não pode ser concretizada. O controle efetivo do estoque, aliás, é uma dor comum nas organizações. Mas qual é o motivo de tanto alarde e quais os responsáveis pelo desperdício de produtos e tempo na logística empresarial? Isso é o que veremos, a seguir.

A logística e o stock out: principais vilões

Sabemos que gerir estoques, independentemente de tamanho, podem apresentar falhas que, se não controladas a tempo, rendem sérias dores de cabeça à equipe responsável. O Brasil, por exemplo, é o 55º colocado em se tratando de logística e movimentação de carga. Poderíamos, sim, dizer que essa dificuldade na gestão tem relação direta com a extensão territorial do país e a dispersão dos habitantes. Ao mesmo tempo, outros países grandes geográfica e populacionalmente apresentam um ranqueamento mais favorável. A China, por exemplo, está em 27º; os Estados Unidos ocupam a posição de número 10; o Canadá é o 14º; e a logística da Índia foi classificada como a 35º do mundo.

Quais são os principais fatores de desperdício?

Em se tratando de falhas, a logística e o stock out têm alguns pontos críticos de sucesso bastante comuns no cenário nacional. São eles:

Desatualização de processos

A velocidade da mudança e a alteração das rotinas internas após a Transformação Digital trouxeram a obrigatoriedade da adaptação por parte das empresas. Em outras palavras, fica praticamente impossível fazer uma boa gestão logística com processos não atualizados ou ajustados para a nova realidade. Vários estabelecimentos insistem na adoção de medidas ultrapassadas no mercado atual, o que agrava a ocorrência de erros na alimentação de dados, preenchimento de inventários, separação e classificação, bem como falhas de desempenho.

Produção excessiva

Com receio de que produtos faltem no estoque, a tendência é de que empresas produzam itens de maneira exagerada, não acompanhando a real demanda. Nesses casos, as perdas são significativas em diversas frentes - desde a estrutura necessária para armazenagem até as logísticas de transporte e a mão-de-obra especializada. Inevitavelmente, isso prejudica processos, aumentando índices de desperdício, ocorrência de avaria e atraso nas entregas.

Falta de organização

A organização é uma peça-chave para que a logística funcione de forma intuitiva e eficaz. Portanto, a falta dela é de grande risco. Pense, por exemplo, em trajetos e movimentações de colaboradores quando precisam acessar este ou aquele item no estoque. A necessidade de remanejamento constante dos materiais é um sinal de que a gestão de estoque apresenta falhas e precisa ser revista. Vale lembrar que essa logística deve incluir não apenas armazenamento, como também pedidos, quantidades, recebimento, expedição e cronograma das etapas do projeto.

Como evitar as temidas perdas e confusões no estoque?

Aposte em armazéns logísticos

Na correria do dia a dia e com tantos afazeres e responsabilidades, às vezes fica difícil dar conta de tudo. Para evitar o stock out, otimizar os processos e reduzir os custos, talvez a melhor solução seja recorrer a uma empresa de armazenamento logístico já preparado. Ou seja, deixar a tarefa nas mãos de especialistas na área. A terceirização da logística é uma iniciativa que pode resolver muitas dores relacionadas às falhas de organização e estoque. Quando podemos contar com experts nestes problemas, paramos de nos preocupar com questões operacionais, olhando para o estratégico. Consequentemente, a rotina fica mais leve, você dá um passo em direção à concorrência, percebe resultados mais abrangentes e seus clientes se tornam muito mais satisfeitos. Para entender sobre como a gestão inteligente de recursos e processos em logística pode ajudar as empresas, acesse o blog da Capital Realty ou baixe nossos materiais: Como utilizar o kanban na logística

LEIA MAIS