Contato Comercial+ 55 41 2169-6868
Blog

Você conhece todos os tipos de armazenagem logística?

30 de abril de 2019

Você conhece todos os tipos de armazenagem logística?
Conhecer os tipos de armazenagem logística disponíveis, bem como as peculiaridades de cada um deles, é extremamente importante ao escolher o sistema mais adequado para uma organização. Quando a empresa enxerga a necessidade e passa a considerar melhorias nos processos logísticos, há uma série de fatores para pensar - muitos deles, bastante complexos. Alguns dos principais aspectos a serem avaliados em momentos estratégicos como este incluem custos, localização, método e tempo de implantação, além de estrutura e layout do espaço. Se você está em busca do melhor modelo para implantar a logística da empresa, continue a leitura! Este conteúdo foi desenvolvido especialmente para te ajudar nessa jornada.

Principais tipos de armazenagem logística

Quando pensamos em tipos de armazenagem logística, também imaginamos ferramentas robustas, seguras e preparadas para melhorar processos estratégicos que são complexos. Em outras palavras, existe a expectativa de que os modelos consigam atuar como o braço direito da pessoa responsável pela gestão macro de insumos e produtos. Dessa forma, são 3 os mais comuns tipos de armazenagem logística: própria, terceirizada e contratada. Vamos ver o que inclui cada uma dessas modalidades, a seguir!

Armazenagem logística própria

Um dos tipos de armazenagem logística fica totalmente sob a responsabilidade da própria empresa. Ou seja, ainda que o espaço não seja acoplado à sede da organização, podendo estar localizado em outro ponto geográfico, o negócio é quem dita regras. Toda a operação do local é estabelecida internamente e são os colaboradores que conduzem os processos.
  • Vantagens: maior possibilidade de mudanças e adaptações, além do posicionamento estratégico, que pode funcionar como facilitador para a distribuição de mercadorias.
  • Desvantagens: demanda de mão de obra especializada, capacitação e atualização regular, afastamento do core business da empresa e custos mais elevados.

Armazenagem logística terceirizada

Como o próprio nome indica, o tipo de armazenagem terceirizada é aquele em que existe o repasse de todas as responsabilidades voltadas à gestão logística para outra empresa, que também aluga o galpão logístico de produtos. Tais funções incluem desde os processos que estão relacionados à estocagem até a distribuição.
  • Vantagens: elimina a necessidade de mão de obra especializada e de treinamentos constantes, o que consequentemente diminui os custos operacionais e ainda garante um gerenciamento completo mais eficiente, evitando-se falhas, perdas e danos.
  • Desvantagens: por ser alugado, o lugar pode não ter a amplitude ideal ao volume de itens ou estar no ponto geográfico mais estratégico ao escoamento de mercadorias, exigindo eventuais mudanças conforme novas demandas se apresentam.

Armazenagem logística contratada

Por fim, a armazenagem logística contratada é uma mistura dos dois tipos anteriores. É o caso no qual a empresa terceiriza o espaço, mas retém as responsabilidades logísticas e operacionais. Aqui, há uma divisão de tarefas.
  • Vantagens: oportunidade de locação de espaços com posicionamentos estratégicos para alimentação e escoamento, bem como com tamanhos proporcionais ao volume necessário para o correto armazenamento de mercadorias.
  • Desvantagens: altos custos operacionais, já que a empresa investe em aluguel de galpão e também precisa garantir a contratação de funcionários especializados para assumir as demandas relacionadas.

Como escolher entre os tipos de armazenagem logística?

Bem, agora que você já sabe quais são os principais tipos de armazenagem logística disponíveis no mercado, é um pouco mais fácil resolver a questão. Primeiramente, esteja ciente do orçamento da organização para este propósito. Por aí, é possível ter uma noção sobre qual seria a escolha mais atrativa - financeiramente falando - para a organização. Ao olhar este ponto, lembre-se de considerar a contratação de mão de obra especializada, possíveis gestores de projetos e ainda verificar a demanda de capacitações e atualizações da equipe envolvida no processo. Coloque tudo na ponta do lápis! Depois, faça orçamentos para comparar quais seriam os custos totais mensais ou anuais mediante a contratação de três modelos distintos. Observando apenas a questão financeira, quais dos tipos de armazenagem logística seria o mais adequado para a atual situação da empresa? Nessa mesma ideia de comparação, observe quais dos tipos de armazenagem logística oferecem layouts adequados para as suas mercadorias. Considere quantidades e tamanhos dos itens que a empresa precisa guardar nestes locais. Após isso, descubra qual seria o tipo de estrutura que facilitaria a alocação e o manuseio de produtos. Dependendo do material, pode ser que a empresa também necessite contar com maquinário e layouts específicos, como empilhadeiras, mezaninos, carrosséis e racks. Por fim, verifique de que modo o armazenamento logístico pode contribuir à produtividade dos colaboradores. Considere não somente as distâncias e os acessos facilitados às vias mais utilizadas para transporte, como também esteja ciente sobre as possíveis limitações futuras. Elas podem incluir desde impedimentos na expansão de atividades até a ocorrência de prejuízos relacionados à segurança ou acomodação inadequada. Escolher um entre os tipos de armazenagem logística que esteja melhor preparado para atender às necessidades e expectativas da organização não é das tarefas mais fáceis. Na dúvida, lembre que o mercado exige ações cada vez mais eficazes, rápidas e de qualidade. Observando o cenário atual, o armazenamento em condomínios logísticos talvez seja a mais inteligente das escolhas. Ainda tem dúvidas? Leia mais sobre como a gestão de recursos e os processos de logística podem ajudar sua empresa. Acesse o blog da Capital Realty!

LEIA MAIS