Gestão de estoque: 5 dicas para evitar o prejuízo

Imagem de homem fazendo gestão de estoqueQualquer empresa que queira se manter ativa no mercado e ter lucratividade precisa ter um estoque em dia. Para isso, implementar uma boa gestão de estoque é fundamental. Mais ainda, a saúde financeira da sua empresa está diretamente conectada a um setor bem gerido.

A gestão de estoque consiste em planejar todo o funcionamento do setor, da sua organização espacial, passando pela dinâmica de operações internas até o controle de mercadoria e pedidos.

Assim você garante o cumprimento de prazos de entrega e consegue atender à demanda de produtos, inclusive em momentos de pico como datas comemorativas. Além disso, você terá a certeza de que não haverá mercadoria ociosa e que está operando longe do prejuízo.

Impactos da má gestão de estoque

Não ter uma organização clara e eficiente da disposição dos seus produtos provoca confusão e atrasos nas etapas de picking e expedição da mercadoria. Ainda pior, pode gerar perda de caixas de mercadoria, causando prejuízo direto à sua lucratividade.

Além dos problemas diretos que a má gestão de estoque pode causar, você ainda perde em reputação e credibilidade no mercado consumidor. Isso faz sua empresa ser preterida na hora da compra ou contratação de serviços e pode levar a problemas graves e até à falência.

Como melhorar a gestão do seu estoque

1. Conheça as demandas do seu negócio

Conhecer seu próprio negócio é essencial, ainda mais no planejamento do seu estoque. Faça uma análise dos fluxos de produção, vendas e da capacidade de manejo de produto que você possui.

Montar um histórico de vendas é um passo muito importante para um bom gerenciamento de estoque. Fique atento à sazonalidade das demandas e inclua seu setor comercial no seu planejamento mensal.

2. Invista em um sistema de controle

Se aliar à tecnologia é um grande passo para o sucesso. Implementar um software de controle de estoque te permite entender onde estão as qualidades e defeitos da sua operação.

Padronize a descrição dos produtos e alimente o sistema com dados de entrada e saída de mercadoria constantemente. Assim você consegue antecipar a necessidade de reposição.

Além disso, um sistema de controle automatizado também evita erro humano em contagens e checagens, diminuindo o número de ocorrências e de prejuízo financeiro

3. Não deixe produtos encalhados no estoque

Pode parecer óbvio, mas ter excedente de produtos é algo a se prestar atenção na gestão de estoque. Produtos parados não só não geram renda, como geram custo de armazenagem.

Para evitar que isso aconteça, fique atento ao fluxo de demanda de cada produto. Outra possibilidade é realizar a chamada “queima de estoque”, baixando a margem de lucro para evitar o prejuízo da mercadoria parada.

4. Negocie com os fornecedores

Escolher bem seus fornecedores é um dos grandes segredos de qualquer negócio. É preciso entender as condições de serviço de cada um, desde prazos de entrega, até disponibilidade de produtos em situação de urgência.

Contar com fornecedores confiáveis te dá previsibilidade na hora de organizar seu estoque. Se houverem incertezas na relação com algum fornecedor, encerre a parceria e busque outra opção.

5. Entenda o melhor formato para o armazenamento

A melhor forma de armazenar sua mercadoria depende da própria natureza do produto. Nessa hora que entra o layout do armazém, ou seja, a forma como você vai organizar a mercadoria.

Seja por tipo, demanda ou validade, inclua como será a entrada e a saída desse produto e o manejo interno no armazém na hora de organizar o espaço.

Na hora de buscar o local que melhor se adequa à sua demanda, considere o modelo de condomínio logístico. Além de oferecer amplo espaço, a garantia de segurança e estrutura de entrada e saída de frota fazem dos condomínios logísticos uma ótima opção para seu estoque.

A Capital Realty é líder no mercado de locação de condomínios logísticos, oferecendo infraestrutura completa para atender quaisquer que seja suas necessidades logísticas.

Gestão de estoque é uma das principais etapas da operação logística. Para saber mais dicas e tendências sobre esse setor tão importante para sua empresa, acesse nosso blog.